O que é uma célula

POR QUE CÉLULAS?

Porque a Igreja Primitiva era uma Igreja nos lares.

Durante os três primeiros séculos, a Igreja não tinha templos, e foi neste período que ela experimentou o maior crescimento de sua história. Os irmãos se reuniam basicamente nos lares, usavam lugares neutros como sinagogas e anfiteatros, apenas para evangelizar. A Igreja era uma igreja nos lares.

Porque nós cremos na restauração da Igreja.

O clericalismo e o templismo são impedimentos sérios para o cumprimento do plano de Deus.

Ministros profissionais e templos fechados não podem produzir a Igreja do Novo Testamento. As células são um manifesto de restauração – o retorno às origens da Igreja, em que cada membro é um ministro e cada casa uma extensão da Igreja.

AS CÉLULAS ESTÃO NA BÍBLIA?

Em Atos 2:46, Lucas diz que diariamente perseveravam unânimes no templo, e de casa em casa, não cessavam de ensinar e de pregar a Jesus, o Cristo. A igreja se reunia nas casas. As casas eram uma extensão da Igreja.

Depois de saírem da prisão, Paulo e Silas se dirigiram para a casa de Lídia e vendo os irmãos, os confortaram – At 16:40. Nos dois primeiros séculos, se você perguntasse pela Igreja numa cidade, você seria conduzido a uma casa. Portanto, a igreja em células é  inteiramente bÍblica.

Nós cremos que a célula é a igreja do Senhor, nos reunimos semanalmente de casa em casa, com o objetivo de estar em comunhão com os irmãos e cumprir com o propósito de Deus que é a edificação do corpo de Cristo. Cada célula possui um líder que é responsável por toda reunião, normalmente uma célula possui um grupo de pessoas que varia de cinco à quinze pessoas.

As células estão ligada a uma rede com o perfil da célula, as redes são segmentadas e dividas de acordo com o público alvo. Quais são nossos valores como igreja

VALORES INEGOCIAVEIS DA IGREJA EM CÉLULA

Uma igreja em células não é caracterizada apenas pelas reuniões menores nos lares, ela segue valores espirituais. As células definem nossa estrutura, mas os valores definem a forma como vemos a vida da Igreja.

Vejamos pois alguns dos principais pontos que para nós são valores inegociáveis:

1) CADA CRENTE É UM MINISTRO:I Pe.2.9

 Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; 

1.1.Esse é o primeiro valor inegociável. O sacerdócio universal dos crentes foi restaurado desde a reforma protestante, mas ainda hoje o vírus do clericalismo tem mantido pessoas anestesiadas e improdutivas no corpo de Cristo.

            a. O clericalismo é uma doença no corpo de Cristo: Precisamos romper com essa mentalidade que na igreja existem duas classes de pessoas: O clero(oficiais da igreja) e os leigos(o povo comum). No reino de Deus não tem povo comum. Todos são ministros.

    b. Não edificamos membros; mas discípulos: Nós ganhamos as multidões para fazer delas discípulos de Jesus. Discípulo fala de compromisso, de tomar a cruz, de fazer o que Deus faz, de buscar os interesses do Senhor.

            c. Cada crente é um produtor e não um mero consumidor ou cliente: Cremos que cada crente tem algo para somar na edificação do corpo de Cristo, e que essa mentalidade de ir às reuniões apenas para receber deve ser exorcizada do meio de nós.(Ex.: A história do Zezinho)

2) DEUS NÃO HABITA NO PRÉDIO DA IGREJA: I Co.6.19

            2.1. sabemos que Deus não habita em templos feito por mãos humanas, por isso mesmo:

            a. Não somos templistas. Nosso prédio não é sagrado. Sagrado é o nosso corpo. Na verde o lugar onde nos reunimos é apenas um prédio. Não chame o prédio de igreja. Temos que mudar o nosso linguajar.

  • Há pessoas que não admitem nem rir no templo, mas quando saem de lá falam palavrões, ouvem músicas profanas, etc…

            b. Nossa casa é uma extensão da Igreja. Não importa onde estejamos, devemos servir ao Senhor.

            c. Não esperamos que pessoas venham ao prédio, mas vamos até onde elas estão. O mover de Deus diz : “ide”, mas nossos prédios nos dizem: “fiquem”. O mover de Deus diz para “buscarmos os perdidos”, mas os prédios nos dizem: “deixa que eles venham até nós”.

3) NOSSA VISÃO É CONQUISTAR A NOSSA GERAÇÃO: Mc.16.15

   a. Dependemos de Deus, mas rejeitamos a passividade: Temos que  orar e jejuar pelos perdidos, mas depois temos que ir em busca deles um a um, entrevê-los para os encontros com Deus, trazê-los à célula, consolidá-los.

            b. Cremos na multiplicação das células: Falamos de números e multiplicação, porque cremos que tanto Deus como o Diabo pensam em números.  Deus quer salvar o maior número possível enquanto o Diabo que levar com ele o maior número possível. Com quem vamos nós colaborar?

4) CAMINHAMOS EM UNIDADE DE LINGUAGEM, PROPÓSITO E OBRA: Gn. 11.6

4.1. Em Gênesis 11.6  podemos ver os três níveis de unidade: a unidade de linguagem e terminologia, a unidade de propósito, pois o povo era um e por fim a unidade de obra pois não haveria limites para o que intentassem fazer. Essa é a unidade que abalará os fundamentos do inferno.

  • Isso é um valor para nós. Não pode haver voz discordante entre nós.

5) SOMENTE UM POVO APAIXONADO TRARÁ IMPACTO A ESTA GERAÇÃO: Rm. 12.11

5.1. Romanos 12:11 diz: “No zelo, não sejais remissos; sede FERVOROSOS de espírito, servindo ao Senhor”

* Isso também é um valor para nós. Algo tem que pegar fogo em você. Só podemos conquistar com um povo que está incendiado pela glória de Deus. Um povo que é intenso na presença dele. Não aceitamos passividade em nosso meio. Como alguém já disse: “é melhor ter fogo de palha, do que não ter fogo nenhum”

6) RESPEITAMOS A ORDENAÇÃO DE DEUS: I Co. 11.3/ I Tm.2.12-15

6.1. Para seguirmos o mover de Deus precisamos respeitar a ordenação que ele estabeleceu: Deus -Pai, Deus-Filho, Deus-Espírito Santo, o homem e a mulher.

6.2. Cremos que a mulher é tão capaz quanto o homem e recebeu os mesmos dons da graça que os homens receberam, mas por uma questão de ordenação os homens devem encabeçar o governo da Igreja. Às mulheres é permitido fazer tudo o que for necessário para o ministério, mas os homens possuem o encargo do governo tanto na Igreja como na família. Respeitamos esse princípio por isso nossas células são lideradas por casais onde o homem é o cabeça.

6.3. Assim como o homem recebeu a habilidade para encabeçar e liderar a mulher também recebeu a habilidade para ser mãe. Em nossa Igreja as crianças são cuidadas pelas irmãs, assim a rede de crianças é um lugar onde ganhamos crianças e cuidamos de mulheres. Nós não discipulamos crianças! Porque entendemos que essa é uma responsabilidade dos pais.

  • Num mundo onde muitos homens estão abrindo mão da sua masculinidade. (Parada Gay). Temos que ter homens que sejam plenamente homens, que assumam o seu papel e que sejam a glória de Cristo.

7) CÉLULAS SÃO UM ODRE, MAS A UNÇÃO É O VINHO NOVO: Mt.9.16,17

7.1. O vinho aponta para o mover do Espírito. O odre aponta para as estruturas para  conter o vinho. Muitas pessoas tentam colocar  as células nas estruturas antigas e remendá-las; mas isso não é possível. Uma coisa é ser igreja com células outra coisa é ser uma igreja  em células.

  • A mentalidade de PROGRAMA  e de MINISTÉRIOS, destrói o funcionamento da igreja em células. Por isso na nossa igreja, nós temos o serviço de servos, ao invés de uma infinidade de ministérios e departamentos. Não temos ministério de intercessão, porque cada crente é desafiado a ser um intercessor. Não temos ministério de libertação. Porque cada crente é treinado para expulsar demônios.

   Um novo crente um dia de nascido de novo já possui autoridade sobre os demônios, assim como um guarda de trânsito no tem autoridade para parar um carro no primeiro dia de trabalho.

8) SERVIMOS A APENAS UM SENHOR: Mt.6.24

8.1. Aquilo em que primeiro aplicamos o nosso dinheiro demonstra onde estão as nossas prioridades e lealdades. Precisamos colocar Deus em primeiro lugar em nossas vidas.

*  O nosso problema não deve ser se devemos ou não dizimar ou ofertar. A nossa questão é outra: Quem investirá mais, quem será o maior ofertante, quem será levantado por Deus como grande mantenedor e financiador da obra de Deus.

* Investir nossos dinheiro na obra de Deus, é um valor inegociável para nós. Esperamos que aqueles que andam conosco nos ajude a avançar sendo fies nos dízimos e generosos nas ofertas.

 

9) VALORIZAMOS A PRESENÇA DE DEUS EM VEZ DE RITUAIS MORTOS E TRADIÇÕES VAZIAS:

9.1. Não queremos apenas fazer coisas, queremos desfrutar da vida de Deus em Cristo e da presença do Espírito entre nós. Valorizamos reuniões vivas e cheias de unção. Buscamos a revelação da Palavra que resulta em impacto e mudança em nossas vidas.

Ex.: Mesmo em um casamento não queremos fazer cerimônias, queremos perceber a presença de Deus. Ter o toque do Senhor na vida dos que estão casando como de todos que estiverem presentes no momento.

10) AS CÉLULAS SÃO EQUILIBRADAS COM A CELEBRAÇÃO:

Existem alguns valores chaves com relação ás células:

         As células são a base da Igreja; Nenhuma atividade pode concorrer com as células; Cada célula se reúne semanalmente; Cada nível de liderança possui um líder em treinamento; Todos os níveis de liderança estão debaixo de cobertura e supervisão.

Mas valorizamos muito nossas reuniões de celebração semanais:

Nas celebrações podemos fazer um tipo de oração de concordância vital para:

•   Para a conquista da cidade e a guerra espiritual;

•  Podemos dar um testemunho público muito mais forte e impactante;

•  É o lugar de recebermos uma só visão;

•  É o lugar de ensino doutrinário e diretivo ministrado pelos pastores.